quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Por que o defeito é sempre do outro?


Quando o outro não faz, é preguiçoso.
Quando você não faz, está muito ocupado.

Quando o outro fala, é intrigante.
Quando você fala, é crítica construtiva.

Quando o outro se decide a favor de um ponto, é cabeça dura.
Quando você faz o mesmo, está sendo firme.

Quando o outro não cumprimenta, é mascarado.
Quando você passa sem cumprimentar, é apenas distraído.

Quando o outro fala de si mesmo é egoísta.
Quando você faz isso, é porque precisa desabafar.

Quando o outro se esforça para ser agradável, tem uma segunda intenção.
Quando você age assim, é gentil.

Quando o outro faz alguma coisa sem ordem, está excedendo.
Quando você faz, é iniciativa.

Quando o outro progride, teve oportunidade.
Quando você progride, é fruto de muito trabalho.

Quando o outro luta pelos seus direitos, é teimoso.
Quando você faz, é prova de caráter.

Quando o outro encara os dois lados do problema, está sendo fraco.
Quando você o faz, está sendo compreensivo.

Vigie os seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras.
Vigie as palavras, porque se tornarão atos.
Vigie os seus pensamentos, porque eles se tornarão seus hábitos e seu caráter.
Vigie seu caráter, porque ele será o seu futuro.

Reflita sobre isso.

2 comentários:

  1. Esse texto é uma grande verdade.
    Incrível como o ser humano é bem assim.
    E só o tempo nos faz amadurecer e ver as coisas com mais humildade.
    Abraços amiga! Boa noite e um sábado radiante pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Deixo o convite para conhecer meu blog de medicina: http://gislenegr.blogspot.com/

    Muita paz, sempre!

    Gislene.

    ResponderExcluir

"... que vosso amor cresça cada
vez mais no pleno conhecimento e
em todo o discernimento." - Paulo
(Filipenses. 1:9.)