quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Terminar é Melhor



Terminar é melhor do que começar. Eclesiastes 7:8


Pouco mais de um dia e algumas horas e 2011 terá ficado para trás. Muitos dirão: “Como o tempo passou!” E é claro que concordamos com as palavras de Salomão: “Terminar é melhor do que começar.” O fim da maratona é melhor do que seu começo, o fim da guerra é melhor do que seu início e, sem dúvida alguma, o fim da viagem, chegar de volta ao porto ou em casa, é bem melhor do que o começo.
Salomão estava dizendo: entre o medo, o risco e a ansiedade do começo, melhor é a realização de terminar. A colheita traz mais realização do que a semeadura. Um livro lido, uma pintura terminada, a conclusão de seu curso universitário, de seu mestrado ou tese de doutorado – quanta satisfação trazem.


Na sua simplicidade e em poucas palavras, o verso de hoje nos ensina algumas lições:


Não se torture por aquilo que não deu certo. Quem sabe você esteja agora lamentando oportunidades que perdeu, aquilo que falou ou deixou de falar, o que fez ou deixou de fazer. “Se eu tivesse ido, ou tivesse ficado”; “Se eu pudesse voltar os ponteiros do relógio.”


Não é hora de pensar no que faltou para que chegasse aquele grau de satisfação que todos almejamos. Quem sabe com os elementos que você tinha à sua disposição no momento, escolheu o que parecia mais apropriado. Depois percebeu que deveria ter agido diferente. Essa percepção o ajudará da próxima vez.


Não tema o futuro. Quem sabe em 2011 você tenha passado por tempestades e está com medo do que 2012 possa lhe trazer. Que mudanças teriam que ocorrer com você para que sua vida valha a pena ser vivida? Melhorar seu casamento? Ser promovido no trabalho? Ver seus filhos tomarem decisões mais acertadas? Dentro dos seus sonhos e das suas expectativas, o que deveria ocorrer: a cura de alguma doença? Entrar na faculdade? Abandonar um vício? Ter perto de si o filho que está esperando há muito tempo? Vingar aquele relacionamento?


Podemos entrar no ano de 2012 com a certeza de estar sendo amparados pela graça de Deus.


A promessa é: “‘Porque sou Eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro’” (Jr 29:11). Tome esse verso como uma promessa de que Deus o guiará em todos os momentos de sua vida no próximo ano.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Que neste dia...


Que neste dia, DEUS te conceda um novo ânimo.

Onde quer que fores, DEUS te conduza;

Onde quer que andares, DEUS te dirija;

Onde quer que necessites ir, DEUS te acompanhe;

Quando abrires a boca para falar, DEUS te ilumine;

Quando a dúvida chegar à mente, DEUS te dê esperança;

Quando a dor chegar ao coração, DEUS te conforte;


Quando os pés vacilarem, DEUS te dê firmeza;


Quando o “desconhecido” te surpreender, DEUS te tranquilize;


Quando os horizontes escurecerem, DEUS te ilumine;


Quando as tentações surgirem, DEUS te dê autodomínio;


Quando as mágoas acontecerem, DEUS te dê espírito de abnegação;


Quando vierem as incompreensões, DEUS te dê a capacidade do perdão;


Que em tuas esperanças, DEUS te atenda;


Que em tuas necessidades, DEUS te supra;


Que tudo que quiseres, DEUS te dê o melhor;


Que nas horas de ansiedade, DEUS te acalme;


Que em todos os planos, DEUS te dê sucesso;


Que em todos os dias da vida, DEUS continue contigo;



Que a cada amanhecer, DEUS te abençoe e te guarde;

Para que você continue sendo uma benção a onde você chegar

Bom Dia!

domingo, 25 de dezembro de 2011

Tomando o pulso do Natal



Então disse Maria: “Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.” Lucas 1:46, 47

Que Deus escolheria uma adolescente desconhecida e não uma celebridade para ser Sua mãe e um carpinteiro desconhecido para ser Seu pai? Pense nessa adolescente judia e em sua vida nas montanhas de Nazaré, sempre ocupada, carregando água, cuidando da colheita, preparando a comida, fiando e tecendo, confeccionando o enxoval para casar.

Com essas preocupações diárias e em meio a esses preparativos, ela recebe a visita do anjo. Ele a cumprimenta como se ela fosse a vencedora de um grande concurso. O que ela escuta em seguida é o que qualquer mulher de sua geração gostaria de ouvir: “Seu filho será o Messias, o prometido Salvador.”

Um turbilhão de emoções deve ter invadido a mente de Maria: “Mas como? Eu sou virgem! Deve ser um engano. Como posso estar grávida? Como vou contar de minha gravidez para meu pai, para minha mãe? E para o meu noivo?”

A Bíblia resume, dizendo: “Ela estava perturbada em seu coração.” Era uma mulher sujeita às mesmas dúvidas, fadigas e medos que assaltam a todas as mulheres.

José decidiu recebê-la em sua casa, como esposa. Ele queria apagar o estigma social que poderia vir sobre Maria. Os dias se tornaram meses, e no fim da gravidez, em meio a uma multidão desconhecida, estava ela em migração forçada para um recenseamento. Estradas poeirentas, passagens em meio às montanhas, o balançar em cima do burrico e a promessa de que Aquele que estava em seu ventre era o Filho de Deus.

Podemos imaginar a frustração de José quando chegou a hora de o bebê nascer e ele não encontrava lugar para onde levar a esposa. “Será que não havia alguma coisa errada?” Maria se lembrou das palavras do anjo: “Ele será rei.” Onde estavam as boas-vindas que o Rei e Salvador merecia? Onde estavam os fogos de artifício, as casas cheias de luzes, a glória? Jesus apareceu sem euforia coletiva, sem alvoroço. Apenas uma estrela. Apenas um pequeno coro de anjos.

Paulo Butler diz: “A grande eternidade numa criança, os raios de glória envoltos em panos, todo o Céu num coreto de um estábulo. E aquele que está em todos os lugares quer um lugar.”

“Aquele que é a Palavra tornou-Se carne e viveu entre nós. Vimos a Sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:14).

sábado, 24 de dezembro de 2011

Não há Comparação


"Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor" Lucas 2:11

A esta altura do mês de dezembro, você deve estar bastante cansado de ter andado pelo comércio e por muitas lojas na correria insana à procura de presentes e dos preparativos para a celebração do Natal junto á sua família e amigos. 
Certa vez recibi à véspera do Natal o seguinte texto de autor desconhecido intitulado "Nenhuma comparação": Por que Jesus é melhor do que Papai Noel? 

Papai Noel mora no Polo Norte...
Jesus, em todo lugar.
Papai Noel anda num trenó...
Jesus voa no vento e anda sobre as águas.
Papai Noel vem somente uma vez ao ano.
Jesus está sempre presente.
Papai Noel enche nossas meias com presentes...
Jesus supre todas as nossas necessidades.
Papai Noel desce pela chaminé sem ser convidado...
Jesus está à porta e bate... então, entra em nosso coração quando convidado...
Nós temos que esperar numa fila para ver Papai Noel...
Jesus já está próximo quando se menciona Seu nome.
Papai Noel nos deixa sentar no seu colo...
Jesus nos deixa descansar em Seus braços.
Papai Noel não sabe nosso nome, tudo o que ele pode dizer é: "Olá garotinho ou garotinha, qual é o seu nome"?...
Jesus sabia nosso nome antes mesmo de nós nascermos. Ele sabe não só o nosso nome, Ele conhece nossa história e futuro e ainda conhece nosso coração e quantos fios de cabelo temos em nossa cabeça.
Papai Noel tem uma sacola cheia de doces...
Jesus tem um coração cheio de amor, graças, misericórdia e perdão.
Tudo que Papai Noel diz: 'Não precisa chorar'...
Jesus diz: 'Vou cuidar de você; lance seus cuidados sobre Mim e Eu cuidarei de você.
Os ajudantes de Papai Noel fazem brinquedos...
Jesus faz vida nova, consola nosso coração aflito, repara lares destruídos e constrói mansões.
Papai Noel coloca presentes sob nossa árvore...
Jesus tornou-se nosso presente e morreu na cruz por todos nós.
É claro que não há comparações. Apenas devemos nos lembrar do verdadeiro Natal. E colocar Jesus no centro da festa. Jesus é a razão do Natal.


Fonte: Meditações Matinais


O Significado do Natal



Quando os magos, pastores, Maria e José viram o bebê na manjedoura, o que trouxe alegria a eles não foi a visão de um mundo onde todas as pessoas pudessem ser doces, gentis e inocentes como uma criança. O que trouxe alegria a eles foi a certeza de que um dia- através daquele bebê - o pecado e a morte teria um fim. Derek Hoover

Natal - ao contrário de que é pregado nessa estação do ano – não significa tempo de paz e harmonia entre os homens. Natal não significa paz. Natal essencialmente significa vitória. Natal não significa o cessar da luta; Natal significa o encorajamento para continuar a luta.

Natal significa que o nosso incrível comandante veio até nós em meio às batalhas e traumatismos das nossas vidas. Esse é o verdadeiro significado do Natal. Essa é a razão pelo qual celebramos o Natal. O Natal não torna a sua vida mais fácil e nem mais tranqüila. A vida é cheia de lutas e a dor estará sempre presente nos campos de batalhas desta vida.

A nossa alegria não reside no fato de voltarmos para casa após uma vitória sob um portentoso inimigo. Não absolutamente. A nossa alegria se baseia na esperança da vitória final. O bem triunfará definitivamente sobre o mal. Haverá uma libertação e uma redenção final. Portanto, alegre-se! O Nosso Rei aqui chegou! Nesse Natal não se esqueça dessa suprema verdade: O verdadeiro significado do Natal não é PAZ NA TERRA; mas sim, a promessa da VITÓRIA DEFINITIVA SOBRE O MAL.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados Mateus 1:21

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Onde Nasceu Jesus?


Li em um título de matéria espiritual:
Onde nasceu Jesus?
Imediatamente somos levados a pensar em uma localidade, um ponto na Terra.
Uns dirão que foi em Nazaré, outros em Belém.
Alguns filosofarão sobre a matéria e falarão da manjedoura.

Logo abaixo do título eu li:
“Para Paulo de Tarso, o apóstolo Paulo,
Jesus nasceu na estrada de Damasco,
onde uma luz muito forte cegou-lhe os olhos,
e abriu a sua visão para o Cristo.”

E agora, eu volto a pergunta:
- Para você, para a sua vida, onde nasceu Jesus?
Talvez naquele leito de hospital com uma doença grave,
e a sua fé trouxe-lhe a presença de Jesus.
Quem sabe em um momento de extrema dor,
onde não encontrava conforto em nada,
Jesus lhe medicou e sarou as suas feridas.

Quem sabe, Jesus nasceu para você no dia mais feliz da sua história,
ou naquele momento em que pareceu-lhe faltar o chão.
E sem ninguém para segurar a sua mão,
sentiu a doce presença do Mestre, acalmando o seu coração.

Onde nasceu Jesus na sua vida?
Talvez Ele ainda seja uma semente mal germinada.
Parada, seca sem aguada, em terra esturricada.
Alma ressecada pelas angústias,
ou cheia dos confortos materiais que tanto enganam.

Não sei onde Jesus nasceu na sua vida,
só sei que Ele pacientemente espera,
pelo momento desse encontro,
onde como o outrora orgulhoso Saulo de Tarso,
arrogante senhor das Leis e perseguidor dos cristãos,
descobre na luminosidade de Jesus, uma nova vida.
Cego pela luz do mundo, descobre a beleza da Luz do Cristo.
Deixa então as pedras ali no chão de Damasco,
e se enche de amor nas sacolas da alma.

Que esse amor que Cristo derrama agora em todos os lugares,
faça nascer em você, a esperança, a fé e o amor sem medidas.
Abrir os seus olhos para a verdadeira espiritualidade,
para o Cristo que chama com profunda amizade,
para a maternidade amorosa de Jesus na sua vida.
Para que Ele nasça no parto amoroso da vida eterna,
e abra os seus olhos de ver, para nunca mais se perder.
Que assim seja!
Amém.

Paulo Roberto Gaefke

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O Senhor Jesus Cristo Deseja Nascer


As noites de natal são lindas, quanto brilho, quantas cores – particularmente gosto de apreciar as decorações.

Apesar de toda esta alegria, não posso deixar de sentir em meu coração a tristeza pela escuridão que acomete tantas pessoas marcadas pelas dores e desilusões da vida – elas normalmente preferem a solidão e gostariam mesmo é de desaparecer.
Existe um texto na Bíblia que me chama muito a atenção, que diz: “E ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lucas 2:7). Eu passo horas pensando neste texto. Fico visualizando José batendo a porta de uma hospedaria e pedindo uma vaga para ele e sua esposa, prestes a dar a luz. As portas se fechavam, uma após outra, até que, com muita insistência, foi oferecida uma manjedoura suja e humildemente eles aceitaram. Foi assim que Jesus nasceu.

Sim, estas cenas ainda continuam acontecendo. O Senhor Jesus Cristo deseja nascer em nosso coração e Ele mesmo bate a porta para hospedar-se – mesmo que sejamos manjedouras sujas – e, infelizmente, milhares o rejeitam. Mas, quando alguém diz “sim” para o novo nascimento, Ele vem com muita força e brilho, trazendo esperança, paz e alegria.

Não importa se seu coração é uma manjedoura simples e não muito limpa, neste Natal, permita que Jesus Cristo nasça nele como o seu Senhor, cheio de glória.

Feliz Natal!

Manassés Queiroz

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Jesus, Nossa Esperança


Houve um homem que ao tomar o Jesus criança nos braços, experimentou a alegria da espera terminada e profetizou um futuro melhor para o seu povo. É Simeão, um homem justo e piedoso que esperava a consolação de Israel, segundo nos conta Lucas 2.25-35.


Simeão vivia em Jerusalém e, como um fiel servo de Deus, aguardava ansiosamente o messias prometido pelos profetas. Ele tinha convicção em seu coração, pelo Espírito Santo de Deus, de que não morreria antes de ver o enviado de Deus. O seu encontro com o menino Jesus acontece no templo, na ocasião da apresentação do bebê na Congregação, como ordenava a Lei, aos oito dias de vida. Simeão, ao ver Jesus, o toma nos braços e louva a Deus com um cântico que revela toda a sua fé nas promessas: agora ele podia descansar em paz, pois os seus olhos já tinham visto a Salvação para todos os povos. Em seguida, entrega uma palavra dura à Maria, mãe de Jesus: este menino está levantado para ser contradição: Sua alma será traspassada para que se manifestem os pensamentos de muitos corações. Esta palavra se concretiza bem mais tarde na vida de Jesus, com sua crucificação e morte. No entanto, a sua ressurreição marcaria um novo momento da história humana.

Esse testemunho de Simeão nos ensina acerca do advento de Jesus e da esperança no futuro:

Nunca podemos perder a esperança de que Jesus nasça na vida das pessoas, por mais próximas da morte que estejam, por serem bem idosas ou por viverem em situações que as conduzem à morte. A fé de Simeão, ao estar com Jesus lhe permite morrer, sabendo, porém, que Jesus é a sua vida, bem como para todo o seu povo. Precisamos acreditar, diante de situações adversas, que Jesus, ao nascer nos nossos corações, nos salva, concedendo-nos uma fé capaz de nos restaurar a plena esperança.

O nascimento de Jesus traz às pessoas sofridas desse mundo, sacrificadas pela fome, pela falta de teto, de família, de amigos, a esperança de que mesmo todo o seu sofrimento não pode afasta-las da possibilidade de serem felizes. Ainda isso aconteça somente na plenitude do Reino de Deus, segundo Mateus 5.3 e Lucas 6.20.

Temos vivido tempos em que o comércio e as iniciativas seculares têm tomado o lugar central na celebração do Natal que, em sua origem, é a celebração do Messias. Não podemos deixar que as vozes mercantilistas e capitalistas sufoquem nossa voz profética, que anuncia a nossa espera de toda a vida. Como Simeão, nosso povo não quer morrer sem ver a salvação; não pode ter seu olhar desviado do menino Jesus para pacotes de presentes e festas particulares. Nosso povo precisa contemplar o menino Deus que veio ao mundo para tirar da morte seu poder de ameaça e de destruição.

Que nossa esperança seja forte o suficiente para resistir às forças que querem nos levar à morte. Que nossos olhos estejam abertos para ver o menino Jesus. Que nossa fé seja mais forte e nosso amor mais profundo, para contemplarmos a salvação que Deus nos oferece em Cristo Jesus.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Por que Desistir?


Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Salmo 42:5

O salmista enfrentava um momento de ansiedade e depressão e percebeu que estava sem recursos para enfrentar o que havia pela frente. Ele se perguntava: Por que estou querendo desistir? Por que toda essa inquietação? E respondeu confiantemente: “Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda O louvarei” (Sl 42:5).

Você já parou no meio da correria do dia a dia e se perguntou: “O que é mesmo que está me preocupando?”

Há alguma coisa neste exato momento inquietando seu coração? Está aguardando ansioso o resultado de algum exame médico? Sua noiva foi rude com você? Seu esposo está com um comportamento diferente? A filha já devia ter dado notícias e você não sabe onde ela está? Quanta coisa! Às vezes, é um telefonema que nos traz inquietação ou é a percepção de que alguma coisa importante foi esquecida. Ou até a frase de um amigo que, no meio da conversa, pergunta: “Mas é isso mesmo que você quer?”

Uma dessas situações ou o conjunto delas dispara dentro de nós um sentimento de ansiedade e temor que pode atrapalhar o dia. A imaginação vai a “mil por hora”. Ficamos como aquela imagem inoportuna aparecendo na tela do computador e clicamos uma e outra vez para que ela desapareça porque está tirando nossa concentração. É uma espécie de pisca-pisca em nosso cérebro, em estado de alerta, sinalizando uma situação preocupante; mas não sabemos muito bem por que estamos nos sentindo assim.

Nesse momento, o mais lógico é identificar o que nos preocupa. Não fazer de conta que tudo está bem quando, em realidade, não está. Também não devemos ignorar o que estamos sentindo.

Em segundo lugar, precisamos tomar providências para resolver a situação. Isso pode significar um telefonema, uma visita, ir a determinado lugar, gastar um tempo extra fora da agenda daquele dia e/ou conversar com alguém para que o problema seja resolvido.
A esperança não está em nós mesmos, mas em Deus. Devemos ir a Ele e permitir que Ele interprete nossos anseios. Quem sabe a situação não seja tão grave assim. Temos que pedir, finalmente, que Ele nos supra de força para enfrentar a situação.

Como é bom começar o dia sabendo que temos ao nosso lado alguém que sabe como nos tirar do labirinto em que nos encontramos. Coloquemos nossa esperança no Senhor. Ele nos livrará.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O Fator Amizade


O amigo ama em todos os momentos. Provérbios 17:17

Conhecidos nós temos às centenas: aqueles que foram colegas de classe ou mesmo aqueles com quem nos encontrávamos casualmente no campo de esporte. Mas não causaram muito impacto em nossa vida.
Conhecidos também são aqueles com quem trabalhamos, com quem assistimos a um evento, ou com quem viajamos. Esses, por assim dizer, entraram no barco e depois saíram. São aqueles que ficam no barco quando o mar está calmo, o sol brilhante e a brisa suave. São chamados “amigos de tempo bom”. Porém, quando chega a tempestade, pulam do barco.

E existem aqueles que são amigos verdadeiros; entram no barco se o mar estiver calmo. Na tempestade, também estão lá. Com ventania e relâmpago, ficam com você até passar a tempestade.
Apropriadamente, a versão bíblica The Message traduz: “O amigo ama com qualquer tipo de tempo” (Pv 17:17).

Num concurso de frases sobre o que significa ser o melhor amigo, a mais votada foi: “Amigo é alguém que entra quando todo mundo sai.” Você tem pelo menos uma pessoa por perto a quem pode se dirigir quando está triste? Se você quiser saber quem são seus amigos, cometa um erro ou uma grande gafe. Aí você vai ver o que acontece. Eles desaparecem, fazem questão de permanecer longe de você. E seus inimigos, então, desejarão vê-lo de longe.

O verdadeiro amigo não o justifica quando você erra, nem é indulgente. Se necessário, o confronta na medida certa, como diz um provérbio: “Não use o machado para tirar uma mosca da testa do seu amigo.”
O verdadeiro amigo sabe confortar você e tirar as arestas, como diz Provérbios 27:17: “Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” O verdadeiro amigo tem uma influência “afiadora”. Por causa dele, você será uma pessoa melhor.

Esse encontro do ferro com o ferro pode ajudar as pessoas a ver suas ideias com nova claridade, refinando, modelando, melhorando os insights e desafiando o crescimento, estimulando seu pensamento.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Onde estão os Solteiros?


Deus dá a alguns o dom de um marido ou uma esposa, e a outros o de poderem ficar felizes como solteiros. 1 Coríntios 7:7, A Bíblia Viva

Mesmo o mais implacável dos solteiros continua a acalentar o sonho em seu coração de encontrar seu par. E ora a Deus para lhe enviar a pessoa certa. Ora como aquele menino de oito anos: “Deus, obrigado pela festa, pelo bolo, pelos jogos e pela roupa. Mas o que eu queria mesmo era um patinete.”

Uma vida de solteiro mais extensa pode significar, para alguns, não tanto um relacionamento que não vingou, mas sonhos e planos que ficaram para trás. Quando o período de solteiro dura muito na vida de alguns, eles chegam até a suprimir o desejo de se casar e mergulham no trabalho, nas atividades da igreja, para provar que são pessoas dinâmicas e ativas, mesmo que não tenham parceiro. Quando a solidão aperta, enchem a agenda com essas atividades, restando pouco tempo para sociabilizar e se encontrar com outros.

Qual papel cabe ao solteiro no processo de busca de um cônjuge? Quando você está procurando emprego, não fica esperando que alguém venha bater à sua porta. Quando queremos emprego, saímos a campo perguntando, lemos, nos informamos, corremos atrás, nos empenhamos. Há algumas pessoas que simplesmente acreditam que se é para “acontecer” e encontrar a pessoa certa, Deus vai trazer o par ideal à soleira de sua porta e no tempo certo, citando como exemplo o caso de Rebeca e Isaque. Mas há também uma base bíblica para o esforço de ambas as partes, isto é, Deus atuando e, ao mesmo tempo, você tomando a iniciativa, como aconteceu na história de Rute e Boaz (Rt 2-4).

Deus chama alguns para tomar iniciativa e não esperar que o futuro esposo ou esposa toque à porta. Por outro lado, quando a pessoa está indo longe demais ou se adiantando na procura? Quando fica impaciente e tenta forçar as coisas para acontecer do seu jeito. Embora seja importante fazer sua parte, os solteiros precisam dispor o coração para que Deus atue, mesmo que a espera seja demorada.

Paulo disse: “Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação” (Fp 4:12). Em seguida, ele diz: “Tudo posso nAquele que me fortalece” (v. 13). Mas muitos solteiros perderam essa confiança. Para eles, o verso ficaria: “Posso todas as coisas, exceto encontrar alguém que me ame.”

Os solteiros necessitam do mesmo que outras pessoas que enfrentam problemas e desafios: oração, apoio e ânimo.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

A Moeda Perdida


Alegrem-se comigo, pois encontrei minha moeda perdida. Lucas 15:9

As mulheres da Palestina recebiam tradicionalmente como presente de casamento uma coleção de dez moedas. Essas moedas eram levadas no pulso, usadas como colar ou pendentes ao redor na cabeça. Eram como se fosse hoje a aliança de casamento. Muitas as guardavam como sua posse mais preciosa para dar depois à filha mais velha, quando ela se casasse. Podemos então imaginar a grande perda que significava o desaparecimento de uma dessas moedas.

Em termos econômicos, o valor de compra de uma dracma equivalia ao salário de um dia. O valor dessa moeda, no entanto, era mais emocional – da mesma forma que guardamos uma lembrança simples de alguém a quem apreciamos. Quanto custa a fotografia dos filhos quando eram pequenos? Financeiramente, pouco; mas, em termos afetivos, muito.

Quando perdemos um objeto assim, viramos e reviramos tudo dentro de casa. Coisas, objetos inanimados de uma hora para outra adquirem valor incomum. Assim, encontrar a moeda tornou-se uma prioridade.

A moeda foi perdida não nas montanhas, nem em terra distante. O fato é que, por um aparente descuido e desatenção, alguma coisa valiosa acabou ficando perdida dentro de casa. Tanto a ovelha como a moeda foram achadas e falam da determinação de Deus em buscar o perdido. Deus está procurando, não porque tenha Se esquecido de onde estejamos. Ele sabe onde estamos. A ovelha e a moeda falam de Sua determinação em nos procurar.

Diante de Deus, as pessoas têm grande valor. Somos importantes para Ele. Assim, a parábola tem o objetivo de convidar a todos para que se regozijem com aqueles que foram achados. A transformação, mesmo que seja de uma só pessoa, traz alegria para Ele como também para aqueles que compartilham Seu amor.

A mulher da parábola fez três coisas: acendeu uma lâmpada para ver em que canto escuro estava a moeda. Depois varreu toda a casa. E, finalmente, pôs-se a procurar imediata e diligentemente.

É tempo de as moedas perdidas serem encontradas. Alguns dos nossos filhos que cresceram conosco, por decisão própria, se afastaram de Deus. A moeda perdida também “representa os que estão perdidos em delitos e pecados, mas não estão conscientes de sua condição” (Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 193). A oração é um canal de comunicação aberto que pode nos ajudar nessa busca.

A parábola termina com uma nota de regozijo: a moeda foi encontrada!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

"Assim Como"



Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. Colossenses 3:13

“Perdoa [...], assim como perdoamos aos nossos devedores” é a única parte dentro do Pai Nosso para a qual Jesus fez um comentário no fim da Sua oração. Charles Williams diz no seu livro O Perdão de Deus: “Duas palavras que carregam uma possibilidade de terror, mais do que outras: ‘assim como’.” Perdoar a outros, então, não parece apenas como uma opção para nós, mas como uma ordem de Deus. Nós as mencionamos automaticamente quando oramos o Pai Nosso, mas seria interessante ver as implicações dessas duas palavras com o perdão. Será que é um requisito: se perdoarmos, seremos perdoados?
Nosso perdão reflete o perdão de Deus. Ao perdoar a outros, temos que lidar com eles assim como Deus lida conosco.

Usamos o “assim como” para revidar uma barbeiragem que alguém fez no trânsito para tirar vantagem de nós. Pisamos no acelerador e fazemos uma manobra para que ele aprenda a guiar direito. Quando meu colega de trabalho solta uma indireta ferina contra mim, coloco no gatilho a frase: “Você vai me pagar!”

Frederick Buechner diz que “até nossa tendência de não perdoar está entre aquelas coisas acerca de nós para a qual necessitamos que Deus nos perdoe”.

Como Deus perdoa? Como Ele deseja que perdoemos? Deus não mantém uma lista de quantas vezes nos perdoou. Assim, também, não devemos manter um registro das vezes que perdoamos. Se for necessário, vamos perdoar dezenas de vezes a mesma pessoa.

Deus nunca me nega perdão e não espera que eu esteja disposto a perdoar os outros mais do que Ele nos perdoa.

“Quantos não abrigam animosidade ou espírito de vingança, e então curvam a cabeça diante de Deus e pedem para serem perdoados assim como perdoam. [...] Dependemos da misericórdia de Deus cada dia e cada hora; como podemos então agasalhar amargura e malícia para com o nosso próximo pecador!” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 5, p. 170 – grifo meu).

Não importa o que tenha acontecido, se decidir perdoar, Deus fará fluir grandes torrentes de graça sobre você.

“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo” (Ef 4:32).

Perdoar Faz Bem À Saúde


Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Colossenses 3:13


Estudos mostram a relação entre o rancor, o perdão e a saúde física. Numa terapia de grupo sobre o perdão, a Dra. Charlotte Witvliet pediu aos participantes que pensassem em alguém que os havia prejudicado no passado. Ao começarem a pensar no que tinha acontecido, os participantes perceberam que a pressão sanguínea subiu, as batidas do coração se tornaram mais frequentes, houve suor nas mãos e tensão muscular na testa. Além da influência do rancor sobre a saúde, há também manifestações de indigestão ou irritação no estômago; dor de cabeça ou enxaqueca, cansaço e insônia.

Procure em um dicionário a definição de perdão e verá que uma delas descreve um sentimento que não gostaríamos de admitir: “Deixar de lado o ressentimento contra alguém ou pretender vingança.” Quem já não lutou para deixar de lado o rancor, a raiva e a amargura? Quem não fica remoendo a maldade de outras pessoas?

Mas o que você faz quando alguém se aproveita maldosamente de você ao fazer um negócio? Ou o difama inventando histórias a seu respeito? Ou quando um colega de trabalho o faz perder a função? As primeiras reações são de indignação e revide. “Ele vai me pagar!” “Tomara que caia nas mãos da justiça!” “Que receba um castigo de Deus!” Caso queira comprovar qualquer alteração de sua pressão sanguínea, faça a medição nesse momento e verá.

A atitude de não perdoar, com todo o seu peso de rancor, pode depois de algum tempo comprometer o funcionamento saudável do corpo, enquanto a disposição e o ato de perdoar podem curar não apenas a mente, mas o corpo.

Como posso me livrar do rancor e do ressentimento? Como posso deixar de lado a dor que me causaram? Tenho que perdoar realmente ou simplesmente ignorar?

Quando Jesus orou: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23:34, ARA), Ele não estava dizendo que aquelas pessoas eram inocentes. Não! Ele simplesmente estava dizendo que não tinha nenhum ressentimento contra elas, que não tinha nenhum sentimento de amargura. Não guardava nenhum sentimento de vingança.

Perdoar: muito simples falar, mas difícil fazer. Nossa oração pode ser: “Senhor, coloca a paz de Jesus em meu coração. Aumenta cada vez mais meu sentimento de perdão a quem me feriu.”

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Por que o defeito é sempre do outro?


Quando o outro não faz, é preguiçoso.
Quando você não faz, está muito ocupado.

Quando o outro fala, é intrigante.
Quando você fala, é crítica construtiva.

Quando o outro se decide a favor de um ponto, é cabeça dura.
Quando você faz o mesmo, está sendo firme.

Quando o outro não cumprimenta, é mascarado.
Quando você passa sem cumprimentar, é apenas distraído.

Quando o outro fala de si mesmo é egoísta.
Quando você faz isso, é porque precisa desabafar.

Quando o outro se esforça para ser agradável, tem uma segunda intenção.
Quando você age assim, é gentil.

Quando o outro faz alguma coisa sem ordem, está excedendo.
Quando você faz, é iniciativa.

Quando o outro progride, teve oportunidade.
Quando você progride, é fruto de muito trabalho.

Quando o outro luta pelos seus direitos, é teimoso.
Quando você faz, é prova de caráter.

Quando o outro encara os dois lados do problema, está sendo fraco.
Quando você o faz, está sendo compreensivo.

Vigie os seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras.
Vigie as palavras, porque se tornarão atos.
Vigie os seus pensamentos, porque eles se tornarão seus hábitos e seu caráter.
Vigie seu caráter, porque ele será o seu futuro.

Reflita sobre isso.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Problemas. O que fazer?


1.    Acredite que há sempre uma solução para todos os problemas.

2.    Mantenha-se calmo. A tensão impede o curso da força do pensamento. Seu cérebro não pode funcionar bem debaixo de tensão nervosa.

3.    Não tente forçar uma resposta. Mantenha o espírito tranqüilo para que a solução se apresente claramente.

4.    Reuna os fatos imparcial, impessoal e judiciosamente. Faça uma relação desses fatos numa folha de papel. Isso ilumina o pensamento e imprime certa ordem. Você estará vendo e pensando ao mesmo tempo. O problema se torna objetivo e não subjetivo.

5.    Confie na faculdade do discernimento.

6.    Busque a orientação de Deus, conforme a promessa do Salmo 73: “Vós me guiareis com vosso conselho”.

7.    Ore para que Deus ilumine sua mente e ajude na melhor solução para o problema.

por Amilton Menezes

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Abandone a Ira


Tome cuidado para não explodir a ponte que você terá que atravessar. Winston Churchill


Como todo o mundo, você tem seus dias bastante difíceis. As pessoas lhe trazem desapontamentos e problemas, eventos e circunstâncias o afligem, projetos se atrasam indefinidamente, contas se acumulam, e as demandas e pressões parecem nunca chegar ao fim. Tudo isso não lhe é mesmo muito familiar?

A sua primeira resposta pode ser a de reagir com ira, pela frustração com respeito a colegas de trabalho, membros da família, amigos, sócios, ou até mesmo pessoas que lhe são totalmente estranhas. Infelizmente, porém, agir sob o impulso da ira só irá lhe trazer pesar, num futuro próximo. A dura realidade é que algumas vezes uma porta batida com violência contra o rosto de alguém é uma porta que jamais irá se abrir novamente.

Momentos de ira não devem necessariamente se transformar em erupção vulcânica. Se você puder aprender a controlar a sua ira, você também aprenderá a colher os frutos que o equilíbrio é capaz de lhe dar. Esperar – em meio ao desapontamento e à ira – poderá lhe trazer incalculáveis dividendos em forma de sabedoria e maturidade.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente isso acabará mal. Descansa no Senhor e espera nele. Salmos 37:7-8

domingo, 4 de dezembro de 2011

Provocação Pessoal


"Ainda que um exército se acampe contra mim, não se atemorizará o meu coração;e, se estourar contra mim a guerra, ainda assim terei confiança." Sl 27.3



As pessoas maduras não se abalam por causa de comentários indelicados de outras pessoas. De vez em quando as pessoas dizem coisas para nos testar e fazem comentários do tipo: “você não trabalha duro!” ou “você come demais!” ou ainda “todo mundo sabe que você casou com ele por dinheiro!”.

Às vezes, essas coisas são ditas por inveja, mas com frequência, são ditas para provocar uma reação. Qualquer que seja o motivo, a melhor maneira de lidar com isso é sorrir e, ou não dizer nada, ou concordar com a pessoa.

Assim sendo, da próxima vez que seu vizinho o vir em seu carro novo e disser: “você não trabalha quase nada e, ainda assim, eles lhe pagam uma fortuna!”, simplesmente sorria e responda: “não é maravilhoso?”.

Você não tem de explicar nada sobre suas responsabilidades e sobre o tempo que fica “ralando” no trabalho. Não precisa justificar. Apenas sorria e deixe isso para lá.

Quando a sua cunhada observar coisas do tipo: “você está sempre tirando férias!”, concorde com ela. Diga: “sim, adoro tirar férias!”.

Se o seu primo disser: “puxa, você deve ter gasto uma nota nessa piscina”, sorria e fale: “pode apostar que sim. É que detesto piscinas baratas”!

Não se deixe perturbar. Você não vai ganhar nada discutindo com seu primo, sua cunhada, seu vizinho ou com quem quer que seja.

Quando encontrar com pessoas assim, concorde com elas de uma maneira gentilmente natural. Se você começar a tentar se defender, estará frito.

Em poucas palavras: somente pessoas que “pensam pequeno” fazem comentários desagradáveis; e somente pessoas que também “pensam pequeno” se ofendem. Seja alguém que “pensa grande”.

fonte: http://www.fazbem.com/
Texto do livro "Faça amigos"

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Dormência Espiritual


ACORDE!!


Falando a seus discípulos Jesus certa feita disse:

"Velai sobre vós mesmos, para que os vossos corações não se tornem pesados com o excesso do comer, com a embriaguez e com as preocupações da vida" (Lc 21,34).

Ele se preocupava com a possibilidade deles deixarem que as maneiras do mundo entorpecessem seus instintos espirituais.
Quatrocentos anos mais tarde Santo Agostinho também confessou essa mesma condição de dormência espiritual. Ele contou como, antes de sua conversão, estava "tomado pelo peso agradável deste mundo", e como ele queria acordar, mas vencido por esses prazeres mantinha-se caindo na dormência. Agostinho chegou até a ser "vencido pelas maneiras de Deus, mas então foi comprado e subjugado pelas maneiras do mundo". Ele queria seguir Jesus mas terminou rogando, "não agora, neste exato momento, deixe-me sozinho por um pouco mais." (Confissões, Livro 8).

Como Santo Agostinho acordou? Pela graça de Deus. No meio de uma luta interna entre seus desejos espirituais e sua maneira pecadora de ser ele pensou ter ouvido uma criança cantar, Tolle, lege, o que significa, "Tome e leia." Agostino sentiu que este era o momento da divina inspiração. Tomado as palavras literalmente ele agarrou a Bíblia mais próxima, abriu e leu a primeira passagem sobre a qual seus olhos pousaram: "Já é hora de despertardes do sono. Nada de orgias, nada de bebedeira, nada de desonestidades, nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes. Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cisto e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais aos apetites" (Rm 13,11.13-14).
Essas palavras, combinadas com o poder do Espírito Santo, acordaram Agostinho e o conduziram à conversão.

Durante nossa caminhada cristã passamos por várias fases. Costumamos chamar de ''primeiro amor'' a fase inicial, imediatamente após nossa experiência de conversão ou ''novo nascimento''. Nesta fase, o novo convertido costuma demonstrar uma grande paixão por Jesus Cristo e pelo Evangelho do Reino. Nada é empecilho para ele; seu desejo em descobrir esse universo novo o motiva a buscar conhecer o Senhor, e compartilhar aquilo que descobriu com outros.

Passado esse primeiro momento, a fase de deslumbramento, sofre um arrefecimento. O período da novidade passa, e, ao deparar-se com as dificuldades normais da vida, esse primeiro amor esfria, sufocado pelas preocupações.

Quando ficamos à margem do Evangelho, ou seja, o contemplando de longe, ficamos em total dormência espiritual. Esse foi o caso do jovem Êutico, citado no texto de Atos 20: 7, 9. Ele escutava de longe a pregação da Palavra de Deus, por intermédio de Paulo. Estava sentado na janela. De repente, a palavra já não o atraía, e, acabou adormecendo. Seu sono foi tão profundo que culminou em sua queda da janela, sendo levantado morto.

A dormência espiritual é o primeiro estágio da morte espiritual. Precisamos voltar ao primeiro amor, tanto pela obra de Deus, quanto por sua Palavra. “A fé vem pelo ouvir a Palavra”. E o objetivo da fé é muito maior do que possamos imaginar; vai além da religião morta: é a salvação da nossa alma.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nosso Deus que Tudo Conhece



Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance; é tão elevado que não o posso atingir. Salmo 139:6

O Salmo 139 é chamado “a coroa dos Salmos” e é um dos mais belos da Bíblia. Nele, três atributos de Deus são salientados: onisciência, onipresença e onipotência. É um poema com expressões sintonizadas àquilo que sentimos e experimentamos.

Davi ficou maravilhado pelo modo tão pleno pelo qual Deus o conhecia. Nenhum movimento, nenhum detalhe, nada escapa ao Seu conhecimento.

Não podemos imaginar como é o conhecimento de Deus. Cada aspecto da nossa vida está aberto diante dEle. Dessa forma, pensamentos, ações, palavras, motivos, Ele os conhece todos. Mesmo tendo em mente que Deus sabia tudo sobre ele, Davi não se sentia ameaçado nem amedrontado por esse fato. Nenhum evento toma Deus de surpresa. Ele também conhece todos os mistérios nas várias esferas do conhecimento humano.

Deus não faz nenhuma descoberta e jamais é surpreendido. Não fica espantado, admirado nem maravilhado com nada. Seu conhecimento é pleno, absoluto, completo. Não há segredos para o Senhor, e Ele não precisa buscar informações a nosso respeito.

Deus sabe o que pensamos antes de termos pensado. Os namorados gostariam muito de ter essa capacidade, de ler o pensamento um do outro. O que será que a Gabriela está pensando? O que será que o Marcelo está pensando?

Nenhum de nossos caminhos está escondido de Deus. “Senhor, Tu me sondas e me conheces” (Sl 139:1). Ele conhece o meu interior. Sabe quando estou lá em cima e lá embaixo. Sabe quando tudo é sol, céu azul, realização, amor. E sabe, também, quando o céu está escuro, quando estou sozinho e com medo do que possa vir.

Deus está familiarizado com nosso dia a dia. Conhece nosso itinerário. Ele traça nossa viagem e as paradas nos locais de descanso. Sabe nosso passado, presente e futuro.

Conhecendo em detalhe como nos conhece, mesmo assim Ele tem um carinho especial por nós e continua nos amando. Ninguém vai nos conhecer melhor do que Deus, e ninguém vai nos amar e aceitar melhor do que Ele.

O que Davi quis salientar nesse salmo não foi o fato de que Deus conhece todos os segredos e mistérios do Universo. O que Davi salientou foi o fato de que Deus nos conhece perfeitamente


José Maria Barbosa Silva
Momentos de Graça

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Inicia uma nova semana!




Senhor!...

Inicia uma nova semana e para ela peço a sua bêncão e o seu cuidado!
No correr dos dias, múltiplas situações estarão se desenrolando perante minha vida, aguardando-me a reação...
Sei que posso, se movido por bons sentimentos, engrandecer, construir e realizar infinitamente para o bem, meu e de meus semelhantes...

Mas sei também que, se permitir que sentimentos inferiores nortearem meus atos, posso contrair dívidas dolorosas para com a Tua Justiça, e as quais me serão cobradas indubitavelmente mais dia, menos dia!...
Se eu prestar atenção aos Teus sinais, Senhor, sinais que deixas amorosamente no caminho dos filhos, posso fazer o melhor nesta semana.

Na vida de tantos irmãos que estarão em contato comigo, posso ser o exemplo que engrandece, o gesto que salva, a palavra que cura, o carinho que eleva...
Posso ser o mensageiro do amor, a portador da notícia alegre, o dono da presença feliz, posso ser o sorríso, a esperança, o amanhã, posso ser Tu, estendendo a mão àqueles que Te necessitam, em teu nome!...

Posso realizar incontavelmente no campo do Bem, Senhor, basta eu querer.
Por isso, peço a tua bênção para que eu realize presentemente ao menos um pouco do muito que eu sei que posso realizar, no terreno da melhoria e da dignidade, para que a minha própria vida seja cada vez mais digna e melhor!

Assim seja!

Boa Semana a Todos!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Gente Eficiente


Se o desapontamento aparecer, fique desapontado e siga em frente; quando surgir a interrupção, lide com ela e siga em frente. Se você tentar retirar desapontamentos e interrupções da sua frente sem antes resolvê-las, elas continuarão a te perseguir. Karl Mancini

Gente eficiente não experimenta menos desapontamentos do que as outras pessoas. Na realidade eles têm até mais ainda. O que é diferente em gente eficiente é que elas não permitem que desapontamento as paralisem.

Gente eficiente não tem menos interrupções ou menos distrações em potencial. Elas simplesmente não permitem que interrupções e distrações a afastem dos seus alvos.

Todos os dias surgem surpresas negativas. Você pode usá-las como uma contínua desculpa para justificar a sua falta de progresso. Ou você pode transformar cada uma delas numa experiência positiva de aprendizado ao rapidamente lidar com elas e seguir em frente. Isso marcará a diferença entre coletar desculpas e desfrutar preciosas realizações.

Nélio DaSilva

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Mensagem do Dia


Satisfaze-nos pela manhã com o teu amor leal, e todos os nossos dias cantaremos felizes.-- Salmos 90:14

Qual o segredo de ter um bom dia? Que tal acordar e reconhecer que começamos cada dia assim que terminamos o anterior – nas garras do amor infalível de Deus. Isso deve fazer nossos corações mexer com amor e nossas vozes cantar com alegria. Esta canção deve mexer o Espírito de Deus dentro de nós e nos levar a uma gratidão profunda que nos alegra todos os nossos dias. Ao invés de acordar de mau humor, temendo mais um dia, vamos começar este dia de hoje lembrando da graça de Deus nas nossas vidas dia a dia e das promessas de Deus nos nossos corações. Se fizermos isso, eu creio que não teremos problemas para cantar o resto do dia!

Glorioso Mestre e Eterno Pai, obrigado por derramar seu amor e alegria no meu coração através do seu Espírito Santo. Encha meu coração e satisfaça minha vida com um senso do seu amor duradouro e infalível. No nome do meu amoroso Salvador, Jesus. Amém.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Facebook


Por Uma Vida Melhor está no Facebook também. Entre na página e curta e receba diariamente mensagens que edificarão seu espírito, deixe seu comentário e compartilhe espalhando a mensagens para outros amigos.  Somente assim poderemos construir uma Vida Melhor.

Sejamos sinal de alegria e de esperança a todas as pessoas que passarão pela nossa vida no dia de hoje. Peçamos ao Senhor esta graça.


Bom Dia!

Julimar

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Seus Sonhos


Deixe que o tamanho do seu Deus determine o tamanho do seu sonho.   William Carey
As coisas que lhe amarram e lhe limitam são finitas e limitadas; porém, os sonhos que podem lhe impulsionar para a frente não conhecem tais limites. Não importa quão grandes sejam os obstáculos à sua frente, sempre haverá uma saída para você prosseguir em frente resolutamente.
Na realidade, quando os obstáculos parecerem grandes demais, extremamente ameaçadores, essa é a hora de sonhar sonhos ainda maiores e mais desafiadores que as suas dificuldades.

Creia: existem inúmeras possibilidades que estão disponíveis a você neste exato momento. Sonhe grandes sonhos. Submeta esses sonhos ao Deus que não conhece limitações e jamais é intimidado por impossibilidades. Rejeite todo e qualquer negativismo e sugestões que lhe limitam. Os seus sonhos podem fazer uma diferença quando você estiver disposto a pagar o preço de transformar sonhos em magníficas realidades.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.  Jeremias 29:11

sábado, 12 de novembro de 2011

Somos mais que Vencedores



Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.-- Romanos 8:37

Somos realmente conquistadores apesar de “tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada”? Sim! Esta é a máxima segurança cristã. Nada pode nos separar do amor de Deus em Cristo. O Maligno e seus aliados podem matar nossos corpos, arruinar nossas finanças, destruir nossos corpos com dor e procurar destruir nossos relacionamentos. Porém, o Maligno não pode ter nossos corações quando estão entregues a Jesus. Quando nossos corações pertencem a Jesus, nosso futuro também pertence a Jesus. O túmulo vazio de Jesus nos assegura que o nosso futuro com ele será glorioso, vitorioso e sem fim.

ORAÇÃO:

Dá-me olhos para ver, Ó Deus, e um coração para crer que a vitória de Jesus sobre a morte é minha vitória também! Não quero ser desviado da minha esperança, fé e amor pelas dificuldades da vida. Ao invés disso, quero ser uma testemunha viva ao seu poder, vitória e graça. No nome de Jesus, e para a glória dele, eu vivo e oro. Amém.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O Precioso Valor do Silêncio


Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu; tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar.   Rei Salomão

Talvez a sua maior e mais urgente necessidade no dia de hoje seja a de exercitar o silêncio. Como é difícil permanecer em silêncio e quietude, quando o que mais desejamos é falar! O fato, porém, é que existem certas circunstâncias que não podem ser confrontadas senão pelo precioso valor do silêncio.

Constantemente somos advertidos de que tudo deve ser “colocado para fora” se é que realmente somos “honestos”e “abertos”. Salomão escreveu: “Ao fofoqueiro não se pode confiar um segredo, mas quem merece confiança a sete chaves o guarda.” Provérbios 11:13.

Quero encorajá-lo a exercitar o silêncio frente a qualquer situação dolorosa e injusta. Que ela receba seu silêncio como resposta. Deus, que tudo vê e tudo sonda, certamente lhe dará a recompensa por você haver exercido algo extremamente precioso ao seu coração: o silêncio.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

O que despreza o próximo é falto de senso, mas o homem prudente, este se cala. Provérbios 11:12

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Terra Sedenta


Pois derramarei água na terra sedenta, e torrentes na terra seca; derramarei meu Espírito sobre sua prole, e minha bênção sobre seus descendentes.-- Isaías 44:3

PENSAMENTO:

Por ter crescido no Oeste do estado de Texas na minha infância,eu sei o que quer dizer “terra sedenta”. A terra preta encolhe,deixando rachaduras no chão. Toda a grama se torna amarela, depois marrom, e depois morre. Uma brisa causa redemoinhos de poeira sobre a terra. Quando o temporal finalmente chega, a “terra sedenta”engole quantidades volumosas de água enquanto a chuva entra nas rachaduras profundas que a seca causou. A terra incha, a grama volta a viver, e a vida é reabastecida. Numa terra seca, o Espírito Santo de Deus derrama sua bênção, traz tempos de refresco e reabastece nossos corações sedentos.

ORAÇÃO:

Generoso e amoroso Pai, obrigado por tantas bênçãos que o Senhortem derramado na minha vida. Além de tudo, querido Pai, obrigadopela bênção da sua presença, sua força, sua graça e seu refresco dado para mim através do seu Espírito Santo. Em nome de Jesus eu Te agradeço. Amém.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Existe Uma Nova Porta


Muitos dos fracassos desta vida estão concentrados nas pessoas que desistiram por não saberem que estavam muito pertos da linha de chegada. Thomas Edison

Quando uma porta se fecha para você, em algum lugar existe uma outra porta que está escancaradamente aberta à sua espera. Se um obstáculo se transpõe em seu caminho, existe uma nova trilha ao redor pela qual você poderá passar. Quando o plano A fracassou e também o plano B, sempre existe o plano C que poderá levá-lo aonde você deseja chegar.

Quando um alvo parece impossível, sempre existe alguma coisa que você poderá fazer para que ele se torne possível. Sempre existe uma nova porta aberta. É sempre necessário lembrar que Deus não nos deixou neste mundo à nossa própria sorte e aos nossos próprios cuidados. O Senhor nos convida a fazer da oração o primeiro recurso e não a ultima opção. Ele nos chama a persistência e a disciplina para um genuíno crescimento.

Lembre-se que quando uma abordagem fracassa, essa experiência se transforma numa excelente oportunidade de experimentar uma outra nova abordagem. Existe uma nova porta aberta a você. Não desista porque a sua fé em Deus, sua persistência e sua ação está lhe trazendo mais perto desta porta. Apesar do caminho parecer tortuoso, é esse mesmo caminho que poderá levá-lo a uma vida bem sucedida quando você nele persiste sem desistir.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. Gálatas 6:9

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Fé Como um Grão de Mostarda


"Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível".

O que é um grão de mostarda? Em Marcos 4.31, ele é chamado de "...a menor de todas as sementes sobre a terra". De fato ele tem um diâmetro de apenas 0,95 -1,1 mm. Esse pequeno grão de semente, que tem de ser observado com uma lente se quisermos vê-lo nitidamente, é considerado pelo Senhor como exemplo para uma fé que é capaz de mover montanhas.

Por que Jesus considera justamente esse pequeno grão de mostarda como exemplo para uma fé pela qual podem acontecer grandes coisas? Pelo fato desse pequeno grão de semente ser capaz de ilustrar o que significa transportar montes.

Esse grão de semente extremamente pequeno, que quase não pode ser visto a olho nu, no espaço de um ano se transforma num grande arbusto, numa pequena árvore com galhos de cerca de 2,5 a 3 metros. Portanto, como são diminutos os pré-requisitos para um resultado tão grande num minúsculo grão de semente, onde aparentemente nada existia.

No entanto, justamente estas condições mínimas são um exemplo que o Senhor usa para ilustrar uma fé que é suficiente para remover montanhas! Essa "fé como um grão de mostarda" não aponta de maneira clara para a nossa fé, que muitas vezes é tão fraca e pequena? Com isso, de maneira alguma quero desculpar nossa repetida incredulidade dizendo simplesmente: afinal, só tenho uma fé bem pequena, como um grão de mostarda!

Quero lembrar que muitos de nós, repetidas vezes, já tivemos a impressão de que nossa fé era assim tão pequena e insignificante, e isso pode provocar dificuldades consideráveis. Assim mesmo, essa é justamente a pequena fé, quase imperceptível, que, segundo as palavras de Jesus, tem o poder de transpor montes.

domingo, 6 de novembro de 2011

O Jejum Espiritual


O jejum é uma das principais ferramentas para a comunhão com Deus. Mas, o que significa jejum espiritual? É a abstenção de alimento para finalidades espirituais. O objetivo é conduz uma pessoa a plena lucidez espiritual e facilitar a profunda comunhão com Deus. Como prática religiosa, é voluntário, exige pureza de vida e exclui a exibição.

 Para quem é indicado?

1. Para quem tem medo (2 Crônicas 20:3 e 4): Existem muitas coisas na vida que nos provocam medo: desemprego, doenças, fome, pessoas más… O jejum proporciona especial oportunidade para íntima comunhão com Deus. A amizade com Jesus trás paz e segurança ao coração.
2. Para quem está arrependido (1 Samuel 7:6, Jonas 3:5): O arrependimento é obra milagrosa do Espírito Santo. Se o coração encontra-se aflito e há dúvida sobre o perdão divino, faça um jejum. Você terá, na ocasião, espaço ideal para reflexão e leitura da Bíblia. Sendo assim, Deus o fará sentir Seu perdão e promoverá alívio para alma.
3. Para quem busca a conversão (Joel 2:12): Converter-se significa mudar de direção. Deus deseja nos manter sempre em Sua direção. Ao povo de Israel, o Senhor solicitou jejuns para levá-los ao quebrantamento do coração para conduzí-lo a conversão. Faça jejum periodicamente e busque maior comunhão com Deus.
4. Para quem necessita de uma resposta divina (Ester 4:16): A ação de jejuar o colocará numa condição de entrega a Deus e o tornará sensível ao discernir Suas respostas.
5. Para quem deseja humilhar seu coração (Esdras 8:21, Salmos 35:13): O jejum é um excelente antídoto para o orgulho que deseja instalar-se no coração. Por meio dele percebemos que somos completamente dependentes de Deus.
6. Para quem enfrenta forte provação (Mateus 4:1 e 2): Jesus sentia-se fortalecido pelo jejum. Ao enfrentar as terríveis tentações de Satanás, encontrava-se plenamente lúcido. O exemplo de Jesus deve ser seguido. Ao enfrentar tentações ou provações, faça do jejum uma das suas principais armas espirituais.
7. Para quem necessita de libertação (Mateus 17:21): Os anjos maus são insistentes e perspicazes. Só o poder de Deus pode vencê-los. Sendo assim, toda pessoa que busca a Deus em jejum e oração, torna-se capacitada a vencer Seus inimigos.
8. Para quem precisa de poder (Isaías 58:6): O jejum precisa resultar em “poder” para quebrar todas as cadeias do mal e libertar os aflitos de alma.
9. Para quem decidiu entregar-se a Deus (Joel 1:14): O jejum é fundamental para uma vida santa e piedosa diante do Senhor. Todo clamor será ouvido por Deus.
10. Para compreender a Palavra de Deus (Jeremias 36:6): Quando se tem alguma dúvida bíblica, o jejum oferece maior facilidade para o estudo e a iluminação do Espírito Santo. O entendimento será aberto pelo Espírito que o guiará por toda a Verdade.

 Como jejuar?

1. Defina o seu objetivo – Peça ao Espírito Santo que mostre claramente a sua direção e os objetivos para o seu jejum e oração.
2. Faça o seu compromisso:
a) Qual será a duração do seu jejum? De meio dia, dia inteiro ou mais…
b) Que tipo de jejum você vai adotar? Com água; com água e sucos; com frutas…
c) Quanto tempo  você dedicará à oração e a Palavra de Deus?
d) De que atividades físicas ou sociais você irá abster-se? Idas a shoppings, TV, Internet…
3. Prepare-se espiritualmente – Peça a Jesus Cristo perdão por todos os seus pecados e clame pelo batismo do Espírito Santo.
4. Avalie sua condição física – Se tiver algum problema de saúde, consulte um médico para saber qual o tipo de jejum ideal para você.
5. Termine o Jejum Gradualmente – Não coma comidas sólidas imediatamente após o jejum. Se você terminar o jejum gradualmente, será melhor para sua saúde.
6. Programe o seu próximo jejum – Assim como precisamos de um novo enchimento do Santo Espírito diariamente, também precisamos de novos períodos de jejum perante Deus.

 O jejum que Deus não aceita:

– Por orgulho ou penitência:  “Dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? Eis que, no dia em que jejuais, cuidais dos vossos próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho. Que jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo; jejuando assim como hoje, não se fará ouvir a vossa voz no alto” (Isaías 58:3 e 4).
– Praticar o jejum para exibir cristianismo, provocar intrigas e visar interesses egoístas, não é aceitável a Deus. O que deveria ser uma bênção, torna-se então uma maldição.
– O jejum não pode tornar-se uma espécie de “justificação pelas obras”, ou seja, “vou jejuar para me salvar”. A salvação vem unicamente pela fé em Cristo Jesus. O jejum deve ser útil apenas como um instrumento de uma busca mais profunda pelo Salvador.
 O Senhor Deus deseja conceder-lhe um vigoroso discernimento espiritual, novas percepções de Sua glória e desenvolver em você a fé incondicional. Faça um plano pessoal de jejum. Você se sentirá física, mental e espiritualmente fortalecido, e todas as suas orações terão respostas.

Manassés Queiroz

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Pequenas Mudanças



A sua vida está cheia de oportunidades para fazer pequenas, mas positivas mudanças. Quando você realmente as busca, você passa a vê-las em todas as direções.   Ben Clark

Em algum lugar na sua vida - neste exato momento – há uma pequena e positiva mudança que você pode implementar no seu estilo de vida. Quando você faz essa pequena mudança, e nela permanece, os resultados podem influenciar profundamente o seu mundo. Talvez essa mudança venha através daquele hábito destrutivo que você resolveu abandonar para sempre. Ou talvez seja aquela positiva atitude que você resolveu acrescentar na sua rotina diária.

Pode ser alguma coisa tão simples como decidir começar um novo dia com um sorriso, em vez de reclamações. Pequenas mudanças podem ter um amplo e positivo impacto na sua vida porque os benefícios dessa pequena mudança são repetidos dia após dia. Continue acrescentando mais e mais pequenas mudanças e você verá, num futuro não muito distante, genuínas e incríveis mudanças.

Dê – hoje - a si mesmo, o presente de uma pequena mudança na sua vida e continue a desfrutar o melhor que o futuro pode oferecer-lhe.
Nélio DaSilva

Para Meditação:
Abre teus ouvidos à minha oração, ó Deus! Salmos 55:1

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Mensagem do Dia


VERSÍCULO:

“Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão. Não terás outros deuses além de mim”.-- Êxodo 20:2-3

PENSAMENTO:

A ordem de obediência é sempre a mesma: Deus se revela, Deus nos abençoa, e depois Deus pede que respondamos. Em outras palavras, Deus nos abençoa primeiro, e depois pede que nós o obedeçamos. Deus é todo-poderoso e supremo. Ele poderia exigir nossa obediência por causa de quem é, mas não o faz. Ele escolheu se revelar através da Escritura, através da natureza e através dos seus atos de salvação. Quer que nós o conheçamos e respondamos a ele. Pode ser difícil obedecê-lo. A chamada para obedecer pode ser difícil para nós entendermos. No entanto, sabemos que vem de um Pai que pagou um preço enorme para nos redimir e que já provou que é fiel.

ORAÇÃO:

Santo e Todo-Poderoso Deus, o Senhor é digno de toda a glória e honra. Sei que suas exigências para eu ser santo, obedecer a sua Palavra e buscar a Sua vontade são todas baseadas no seu desejo de me amar e abençoar. Quero servir-Lhe com um coração dedicado. Quero que minha obediência seja oferecida com a mesma alegria e graça com as quais suas bênçãos têm sido compartilhadas comigo. Em nome de Jesus eu oro. Amém.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Deus está à Janela


Havia um pequeno menino que visitava seus avós em sua fazenda foi dado um estilingue para brincar no mato.
Ele praticou na floresta, mas nunca conseguia acertar o alvo.
Desanimado, ele voltava para jantar, quando viu o pato de estimação da avó e, em um impulso, acertou a cabeça do pato e matou-o.

Chocado, triste e em pânico, ele escondeu o pato morto na pilha de madeira!
Sally (sua irmã) tinha visto tudo, mas ela não disse nada.
Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Sally, vamos lavar a louça"
Mas Sally disse: " Vovó, Johnny me disse que queria ajudar na cozinha "
Em seguida, ela sussurrou ao ouvido do irmão: "Lembra-se do pato? '
Assim, Johnny lavou os pratos.
Mais tarde naquele dia, quando vovô perguntou se as crianças queriam ir pescar, a vovó disse "me desculpe, mas eu preciso de Sally para ajudar a fazer o jantar".
Sally apenas sorriu e disse, "eu vou porque Johnny me disse que queria ajudar no jantar". Novamente sussurrou no ouvido do irmão: "lembra-te do pato?"
Então Sally foi pescar e Johnny ficou para ajudar.

Após vários dias de Johnny fazendo o trabalho de Sally, ele finalmente não aguentava mais.
Ele veio com a avó e confessou que tinha matado o pato.
A avó ajoelhou, deu-lhe um abraço e disse:
"Querido, eu sei... eu estava na janela e vi a coisa toda, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar Sally fazer de você um escravo."
Pensamento do dia e todos os dias depois:
Qualquer que seja o seu passado, o que você tem feito... O diabo fica jogando-o no seu rosto (mentir, enganar, a dívida, medo, maus hábitos, ódio, raiva, amargura, etc ).... seja o que for... Você precisa saber que:

Deus estava de pé na janela e viu a coisa toda.

Ele viu toda a sua vida ... Ele quer que você saiba que Ele te ama e que você está perdoado. Ele está apenas querendo saber quanto tempo você vai deixar o diabo fazer de você um escravo.
A grande coisa acerca de Deus é que quando você pedir perdão, Ele não só perdoa, mas Ele se esquece.
É pela graça e misericórdia de Deus que somos salvos.
Vá em frente e faça a diferença na vida de alguém hoje.
Compartilhe esta mensagem com um amigo e lembre-se sempre:
Deus está à janela!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sabedoria


O sábio é cauteloso e desvia-se do mal, mas o insensato encoleriza-se e dá-se por seguro. Prov. 14:16.

Um jovem casado, assediado por muitas mulheres, recebeu o conselho sábio de seu patrão, um homem cristão e experiente: “Não dê atenção a essas damas.” O jovem respondeu com ironia: “Há muita sabedoria em números”, referindo-se ao livro bíblico de Números. “É possível”, disse o patrão, “mas, com certeza, há mais sabedoria no Êxodo.”

O provérbio de hoje apresenta uma advertência: Fuja do mal. Não complique a sua vida. Evite a tentação. O primeiro pecado do mundo aconteceu porque Eva achou que podia “administrar” a tentação. Sua segurança estava em conservar-se longe da árvore. Você conhece o fim da história.

Pessoas sábias jamais correm riscos desnecessários. Não querem saber quão perto podem chegar do precipício. O insensato rejeita os conselhos, encoleriza-se quando alguém tenta mostrar-lhe o perigo. Sente-se seguro e acha que nada tem a aprender.

Séculos atrás, o apóstolo Paulo estabeleceu um princípio de segurança espiritual. “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.” I Cor. 10:12.

As grandes derrotas da vida não acontecem quando estamos em guarda. Mas quando, confiados em nossas vitórias passadas, achamos que estamos seguros e abaixamos a guarda.

Aconteceu com Belsazar, em Babilônia. Seu império parecia invencível. Seus inimigos estavam dominados e dedicou-se a viver em clima de festa. Foi uma noite de festa que se transformou em tragédia, porque o exército medo-persa invadiu e destruiu Babilônia.

Aconteceu com Golias. O que poderia fazer um garoto, com uma funda e cinco pedrinhas? Abaixou a guarda. Num segundo, o gigante jazia derrotado no chão.

Fuja do mal. Seja sábio. Pare hoje mesmo de brincar com o perigo. Não abaixe a guarda. Não sinta segurança nas suas próprias forças. Isso pode ser fatal.

Que Deus lhe dê um dia maravilhoso. E não se esqueça de que “o sábio é cauteloso e desvia-se do mal, mas o insensato encoleriza-se e dá-se por seguro”.

Alejandro Bullon

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Escolha uma Resposta


Pensar é fácil, agir é difícil e colocar os pensamentos de alguém em ação é a coisa mais difícil desse mundo. Johann Wolfgang

A vida pode lhe nocautear, se você assim permitir. Mas as coisas não têm que ser necessariamente assim. Nem sempre você pode controlar o que está vindo sobre você, mas você pode, sim, decidir sobre como irá responder à sua inesperada circunstância.

Você pode decidir como responder e a maneira como você responde pode fazer toda a diferença do mundo. Existe uma positiva e até bem humorada maneira de responder sobre tudo que vem até você. Apesar de as circunstâncias não serem as ideais, a sua resposta pode ser exatamente a mais correta.

Em vez de você se permitir sucumbir pelas pressões da vida, tome a decisão de buscar algum valor em cada uma delas. Em vez de impulsivamente reagir como força de um hábito, tome a decisão de agir com base em um positivo propósito. Escolha uma resposta que tenha como base não apenas a situação, mas quem você é e onde você deseja chegar. Ao fazer isso, você pode se manter no controle, não importa o que possa vir sobre você.

Nélio DaSilva

Para Meditação:

Amigo, guarde o equilibrio e o bom senso: não os perca de vista nem por um minuto. Eles guardarão a sua alma viva e feliz, manterão você saudável e alegre. Provérbios 3:21